Desporto

Supertaça de futsal entre Coprat e Clínica foi agendada para Março

António Cristóvão

A Supertaça de futsal de Luanda, denominada Carlos do Amaral Gourgel, disputa-se no dia 21 de Março, às 16h00, entre Coprat FC e Clínica Sagrada Esperança, no Pavilhão Anexo I da Cidadela, no Distrito Urbano do Rangel.

Competição abre calendário
Fotografia: José Soares | Edições novembro


A decisão saiu da reunião realizada, terça-feira à noite, entre a direcção da Associação Provincial de Futsal de Luanda (APFSL) e os clubes, no Complexo da Cidadela.
O sorteio do Campeonato Provincial foi agendado para 5 de Abril, nas instalações da APFSL, na presença dos clubes participantes.
Para competirem na prova, as equipas devem realizar o processo de renovação de mandatos dos corpos sociais e efectuar o pagamento das dívidas com a APFL até 31 de Março.
Durante o encontro, orientado pelo presidente de direcção, Almeida Luciano, com um ambiente “pesado” foi divulgada a lista das agremiações com dívidas.
A Coprat FC tem de pagar uma dívida no valor de 320 mil kwanzas, o Grupo Desportivo da Radiodifusão Nacional (255 mil), Clínica Sagrada Esperança (55 mil), Kambas FC (40 mil), Josiane Carla Yonara (40 mil), Clube Desportivo do Exército (22 mil) e Rede Nacional de Transporte de Electricidade (20 mil).
Estas dívidas relacionam-se com o pagamento de multas, arbitragem, inscrições de atletas, técnicos e dirigentes durante a época futsalística. Além das equipas devedoras, participaram também na reunião bastante concorrida as formações da Edições Novembro, Jadsil FC e Paz e Bem, ausentes na edição passada do provincial.
A reunião foi marcada pela retirada do técnico da Coprat FC, Rui Sampaio, por desentendimento com alguns homólogos e representantes de outras agremiações.
Com a atitude, o treinador da Coprat FC e ex-seleccionador nacional Sub-19 corre o risco de ser sancionado com multa, de acordo com o Regulamento de Disciplina do organismo reitor da modalidade. O encontro serviu para balancear a época passada, com realce para falar das dívidas dos clubes com APFSL.

Tempo

Multimédia