Desporto

Taça das Nações Africanas de futebol adiada para 2022

A Taça das Nações Africanas de futebol (CAN), inicialmente agendada para o período de 9 Janeiro a 9 de Fevereiro do próximo ano, nos Camarões, foi adiada para 2022, no mesmo país, devido à pandemia do novo coronavírus.

Palancas Negras perderam na primeira jornada do Grupo D, diante da Gâmbia, em Luanda
Fotografia: Contreiras Pipa | Edições Novembro|

A decisão, noticia o site da Confederação Africana de Futebol (CAF), saiu de uma reunião por videoconferência, realizada ontem pelo Comité Executivo daquele organismo. Na ocasião, foi discutido o futuro das competições e outros assuntos relacionados ao pós Covid-19.

O comité decidiu, após consultar as partes interessadas e levando em consideração a actual situação global, remarcar a prova para Janeiro de 2022. A data da mesma e das demais partidas qualificativas serão comunicadas oportunamente.

"A saúde é a prioridade absoluta", afirmou o presidente da CAF, Ahmad Ahmad, explicando que "o pico da pandemia ainda não foi alcançado" em vários países do continente africano.

Prosseguindo, disse: “o Comité Executivo da CAF está satisfeito com as autoridades camaronesas pelo empenho e compromisso com a organização das duas competições. Camarões está pronto para sediar qualquer competição e está dentro do cronograma ”.

Na ocasião, Ahmad Ahmad fez saber que a edição de 2023, marcada para a Costa do Marfim, mantém-se. O presidente da CAF anunciou ainda o cancelamento do CAN na classe feminina, que seria disputado este ano e dará lugar em 2021 à Liga dos Campeões Africanos feminina.

A edição dos Camarões será jogada por 24 selecções. As eliminatórias iniciadas antes da pandemia não puderam ser concluídas. A CAF seguiu os exemplos das competições equivalentes na Europa (Eurocopa) e América do Sul (Copa América), que em Março anunciaram o adiamento em um ano das referidas edições, de 2020 para 2021.

Adiamento dos jogos
A 28 de Março, Angola e RDC jogariam para a terceira jornada do Grupo D das eliminatórias qualificativas. A segunda partida, no caso referente à quarta ronda estava marcada para o dia 31. Para além de angolanos e congolenses democráticos a série é integrada ainda pelo Gabão e Gâmbia.

À saída da segunda jornada do torneio qualificativo, Angola é a única selecção do Grupo D que ainda não pontuou, após duas derrotas consecutivas, com a Gâmbia e Gabão respectivamente.

O Gabão com quatro pontos lidera, seguido pela Gâmbia com três. A terceira posição é ocupada pela República Democrática do Congo com um.

Apoio financeiro
O CAF alocou 16,2 milhões de dólares norte-americanos para ajudar as associações membros a mitigar os desafios como resultado da pandemia da Covid-19. Cada associação membro terá direito a 300 mil dólares norte-americabos.

Nomeação
Ainda ontem, foi confirmada a nomeação de Ali Aissaoui como director comercial. Antes de ingressar na CAF, o marroquino foi gerente de desenvolvimento de negócios do Barcelona de Espanha.

Tempo

Multimédia