Desporto

Toni Cosano espera regresso dos jogadores da Selecção

António Cristóvão

O técnico do Petro de Luanda, Toni Cosano, aguarda na sessão de treino desta manhã no campo Osvaldo Saturnino de Oliveira “Jesus”, no bairro Madame Bergman, pela integração de Wilson, Eddie Afonso, Além, Herenilson e Tuyisenge, para completar o grupo de trabalho, visando o jogo com o KCCA FC neste sábado, às 16h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro.

Fotografia: Maria Augusta | Edições Novembro

Este desafio é referente à primeira “mão” da segunda e última eliminatória de qualificação para a frase de grupos da Liga dos Clubes Cam peões Africanos de Futebol. Os quatro primeiros atletas, que são titulares no conjunto e integraram a convocatória dos Palancas Negras para o jogo diante da Gâmbia, disputado ontem em Luanda, e o segundo fez parte da Selecção do Rwanda, partidas no quadro da eliminatória de apuramento para a fase de grupos do Campeonato do Mundo, a ter lugar em 2022, no Qatar.
Ontem no período da manhã, as saídas rápidas para as acções ofensivas, a construção de contra-ataques e a finalização dominaram a sessão de treino dos tricolores, que esperam vencer o desafio com maior ou menor dificuldade diante da exigente massa associativa.
O adversário do Petro é esperado amanhã ao princípio da tarde no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, com uma delegação de 30 pessoas, entre atletas, oficiais, dirigentes do clube e da Federação ugandesa.
O KCCA FC, que ocupa a quinta posição da tabela classificativa da Liga ugandesa, com seis pontos, tem média de idade de 23 anos, 1,72 cm e 70 quilos.
Na eliminatória anterior, os rapazes de Kasasiro, denominação oficial do KCCA FC, afastaram o African Stars da Tanzânia, por 5-2, no somatório de duas partidas.
No desafio da primeira “mão”, os ugandeses perderam no dia 10 de Agosto, por 2-3, em Dar-es-Salam. Na partida de resposta, o KCCA FC venceu o African Stars, no dia 23 de Agosto, por 2-0, no Estádio Star Times, em Lugogo.

Tempo

Multimédia