Desporto

Treinadores consideram difícil grupo de Angola

António de Brito

A Selecção Nacional de Honras de futebol disputa no Grupo D, com as congéneres do Congo Democrático, Gabão e o vencedor do jogo Djibuti - Gâmbia, o apuramento para a Taça de África das Nações (CAN'2021), a decorrer nos Camarões.

Fotografia: Edições Novembro

O torneio de apuramento inicia no dia 11 de Novembro deste ano e termina em Novembro de 2020. Os dois primeiros classificados de cada grupo avançam para a prova continental.
República Democrática do Congo (RDC) e Gabão são adversários conhecidos dos Palancas Negras, uma vez que já se defrontaram em várias ocasiões, tanto para as eliminatórias da Taça de África das Nações, quanto para o Campeonato do Mundo. 
Frente à Gâmbia, a Selecção Nacional leva vantagem nos dois jogos disputados, ao vencer por 5-2 e 3-0, em 1978 e 2012, respectivamente. O Djibuti será provavelmente a primeira vez que cruza o caminho do conjunto angolano.
Os Palancas Negras integram um grupo difícil, onde vão disputar os dois primeiros lugares com os Leopardos (RDC ) e os Panteras (Gabão).
Contactado pelo Jornal de Angola, Ivo Raimundo Traça, treinador-adjunto do 1º de Agosto, reconheceu que a Selecção Nacional está inserida num grupo difícil, pois disputa a qualificação com os francófonos Congo Democrático e Gabão. “Ambas as selecções são de longe superiores, nos aspectos técnicos e tácticos. Portanto, Angola tem de organizar-se e despir-se dos problemas que aconteceram no decorrer da preparação para o CAN do Egipto, caso queira garantir presença na competição”, alertou o assistente de Dragan Jovic.Para o técnico Albano César, a Selecção Nacional integra uma série complicada, visto que Congo Democrático e Gabão sempre que jogam com Angola criam sérias dificuldades. “Estas selecções dificultam-nos sempre, mas não são invencíveis. Se fizermos uma boa preparação e estivermos organizados vamos, seguramente, garantir o apuramento. Os nossos adversários directos são o Congo e o Gabão. Gâmbia ou Djibuti estão perfeitamente ao nosso alcance”, assegurou o treinador do Cuando Cubango FC.

  APURAMENTO PARA O CAN'2021
Simbas no caminho dos Palancas Negras

A Selecção Nacional de futebol está enquadrada no Grupo-D de apuramento para a Taça de África das Nações (CAN) de 2021, a disputar-se nos Camarões, ao lado das congéneres da República Democrática do Congo (RDC), Gabão e o vencedor da pré-eliminatória entre Djibuti e Gâmbia. 
O sorteio foi realizado quinta-feira à noite no Cairo, Egipto, durante a 41ª Assembleia Geral da Confederação Africana de Futebol (CAF), à margem da 32ª edição desta prova continental, cuja final disputou-se ontem à noite.
As eliminatórias iniciam no dia 11 de Novembro deste ano e terminam a 17 de Novembro do próximo. Apuram-se para o CAN'2021 os dois primeiros de cada grupo.

Composição dos grupos

Grupo A: Mali, Guiné Conacri, Namíbia e o vencedor do jogo Libéria-Chade. Grupo B: Burkina Faso, Uganda, Malawi e o vencedor do desafio Sudão do Sul-Seycheles. Grupo C: Ghana, África do Sul, Sudão e o vencedor do encontro entre Maurícias-São Tomé e Príncipe. Grupo D: ANGOLA, RDC, Gabão e o vencedor do jogo Djibuti-Gâmbia. Grupo E: Marrocos, Mauritânia, RCA e Burundi. Grupo F: Camarões, Cabo Verde, Moçambique e Rwanda. Grupo G: Egipto, Quénia, Togo e Comores. Grupo H: Argélia, Zâmbia, Zimbabwe e Botswana. Grupo I: Senegal, Congo Brazzaville, Guiné- Bissau e Eswatini. Grupo J: Tunísia, Líbia, Tanzânia e Guiné Equatorial. Grupo K: Costa do Marfim, Níger, Madagáscar e Etiópia. Grupo L: Nigéria, Benin, Serra Leoa e Lesotho.

 

 

Tempo

Multimédia