Desporto

Tricolores disputam cinco tours este ano

Teresa Luís

A equipa de ciclismo Bai/ Sicasal/ Petro de Luanda disputa na presente época desportiva cinco provas internacionais, designadamente, os tour's do Congo Brazzaville, Portugal, Ruanda, Costa do Marfim e Burquina-Faso.

Fotografia: Dombele Bernardo | Edições Novembro

   A participação nas competições é a convite da União Internacional da modalidade (UCI). O técnico petrolífero, Carlos Araújo, em declarações ao Jornal de Angola garantiu que desejam  participar nas provas.
"Vamos solicitar apoios neste sentido. O projecto começou no ano passado. Na presente temporada queremos consolidar o trabalho e só será possível se marcarmos presença regular nos tour's . No próximo ano pretendemo-nos firmar a nível continental e mundial", assegurou.
O número um dos tricolores afirmou estar a ser cobiçado por  equipas profissionais, a par dos ciclistas Dário António e Bruno Araújo: “fui contactado para liderar um projecto pela confederação africana.  Primeiro tenho de arrumar a casa. Depois penso em trabalhar fora”.
A turma do Eixo Viário regressou na terça-feira, após disputar o tour de Marrocos, no qual ambicionava integrar o top dez da classificação geral, mas terminou no 11° lugar. Segundo o técnico, contrariedades de vária ordem impediram o alcance da meta traçada. "O resultado da classificação não espelha o que se passou no terreno", lamentou Carlos Araújo.
No tour de Marrocos, o Petro venceu o prémio Fair play. Dário António ocupou a 21ª posição da tabela e Bruno Araújo a 25ª. Na classificação dos melhores de África, Dário António terminou no terceiro posto e Bruno Araújo na posição imediata.  Bruno ocupou a primeira posição do pódio nos Sub-23.
Além do conjunto angolano, participaram as equipas profissionais da Alemanha, França, Argélia, Quénia, Tunísia, Azerbaijão, Dinamarca, Kuwait, Espanha, Austrália, Finlândia,  Japão, Rússia, Noruega, Itália, Irão, Hungria, Canadá e do país anfitrião, num percurso de mil  552 quilómetros, com dez etapas e passagem em 16 cidades marroquinas.

Tempo

Multimédia