Desporto

Trump retira convite aos campeões da NBA

O Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, não gostou de ter sido desprestigiado por Stephen Curry e retirou o convite aos Golden State Warriors para a tradicional visita dos campeões da NBA à Casa Branca.

Estrela dos Warriors rejeita visitar sede do Governo dos EUA
Fotografia: Frederic J. Brown | AFP

A estrela da equipa havia afirmado que não iria visitar o local com os seus companheiros, endossando as palavras de outro jogador, Kevin Durant. Os jogadores e o técnico dos Warriors, Steve Kerr, fizeram duras críticas ao Governo americano e fariam uma votação para tomar a decisão.
Stephen Curry ressaltou que a recusa traria uma mensagem maior, demonstrando que o grupo não concorda com as atitudes do Presidente dos EUA e espera mudanças no país. Para Donald Trump, conhecer a Casa Branca deveria ser uma honra. LeBron James também se pronunciou, afirmando que a visita era uma grande honra até o Presidente aparecer por lá. “Ir à Casa Branca é uma grande honra para uma equipa campeã. Stephen Curry está a hesitar. Retiro o convite!”, escreveu Donald Trump no Twitter.
“Não quero ir. Eu não quero ir. Mesmo se fosse, esta seria uma conversa bastante curta. Nós não defendemos basicamente o que o nosso Presidente defende, as coisas que ele disse e as coisas que ele não disse nos momentos certos. Nós não aceitamos isso. Ao agir e não ir (à Casa Branca), espero que isso inspire alguma mudança, ao que toleramos neste país, ao que é aceite e ao que fazemos vista grossa. Não é apenas o acto de não ir. Há coisas que você tem que fazer para pressionar essa mensagem”, afirmou Stephen Curry, provocando a ira do presidente Donald Trump.

Tempo

Multimédia