Desporto

Wiliete surpreende Petro no “baptismo”

Amândio Clemente

O Wiliete de Benguela, estreante no Girabola, protagonizou a primeira surpresa desta edição do Campeonato Nacional da I Divisão, ao empatar a dois golos frente ao Petro de Luanda, numa partida em que a formação treinada por Agostinho Tramagal conseguiu contrariar o favoritismo dos vice-campeões nacionais, numa tarde em que o Sagrada Esperança mostrou “os músculos”, ao receber e golear no Dundo Interclube, por convincentes 4-1.

Diamantíferos estreiam com goleada sobre os “polícias”
Fotografia: Vigas da Purificação| Edições Novembro

Numa entrada de se tirar o chapéu, a formação debutante de Benguela não se deixou intimidar no “baptismo”, nem tremeu com o golo madrugador do brasileiro Tony, aos quatro minutos. Afoitos, os comandados de Agostinho Tramagal reagiram e correram atrás do prejuízo, arrojo premiado com a igualdade alcançada aos 11 minutos por intermédio de João Vala, experiente jogadores que já serviu equipas como ASA e 1º de Agosto.
O Petro de Luanda reagiu ao golo e tentou impor o seu jogo, mas o Wiliete soube manter a baliza inviolável até ao intervalo. No reatamento, com as mexidas efectuadas pelo técnico Tony Cosano, os tricolores partiram para cima do último reduto dos anfitriões, que cerravam fileiras na defesa e apostavam no contra-ataque, mas não conseguiram impedir que Yano, que entrou na segunda parte, ampliasse a vantagem aos 50 minutos. Quando tudo apontava para um Petro demolidor, Tony Cosano preferiu adoptar uma postura de contenção na perspectiva de manter o resultado, situação aproveitada por Agostinho Tramagal para efectuar mudanças na equipa, que passou a jogar mais no meio terreno dos forasteiros, ousadia que surtiu efeito, já no período de compensações. Aos 90 minutos mais três, Quino restabeleceu a igualdade, que para os tricolores tem sabor à derrota.
No duelo de cartaz da tarde, o Sagrada Esperança apresentou as credenciais de candidato ao título, com goleada sobre um pretendente aos cinco lugares da frente. Os forasteiros inauguraram o marcador com auto-golo de Cachi, aos seis minutos. Mas a alegria dos “polícias” durou até aos 24 minutos, quando Giresse empatou a partida. Quatro minutos depois, Simão ampliou para os diamantíferos.
Na segunda metade do encontro, os diamantíferos entraram motivados e marcaram mais dois golos através de Mussa (77') e Fami (80').
A disputa da jornada prossegue hoje com os jogos Sporting de Cabinda-Recreativo do Libolo, Ferrovia do Huambo- Cuando Cubango FC, Santa Rita-Recreativo da Caála e 1º de Maio de Benguela-Académica do Lobito. O desafio Progresso 1º de Agosto foi adiado para dia 27, a pedido sda formação “sambila”.

Tempo

Multimédia