Desporto

Zebras chegam em força para pontuar em Luanda

António de Brito

A Selecção Nacional do Botswana “Zebras” desembarca hoje em Luanda, no máximo da força, apostada em pontuar, após a vitória sobre Angola, por 2-1, no torneio da Cosafa disputado na África do Sul, em Maio passado.

Equipa do Botswana chega amanhã a Angola
Fotografia: DR

Para a “operação Palancas Negras”, o técnico David Bright chamou grande parte dos jogadores que competiram na prova da região Austral, com realce para o guarda-redes Masule, o defesa central Kebue e o lateral direito Kebaikanye.
Mereceram igualmente a confiança do treinador, o médio Makgantai, autor do segundo golo dos Zebras, e o avançado Seakanyeng, que marcou de penaltie.
Apesar das dificuldades que espera encontrar, o Botswana ambiciona um excelente resultado na deslocação a Luanda, já que ambas as selecções ainda não pontuaram.
Depois da estreia no CAN'2012, co-organizado pelo Gabão e Guiné Equatorial, os tswaneses perseguem a segunda participação na maior cimeira do futebol africano.
David Bright está a fazer um trabalho digno de realce, no comando do Botswana. No torneio da Cosafa, as Zebras deixaram bons indicadores.
Os médios alas são velozes, casos de Modingwane e Modisaotsile, que devem ser vigiados pelos comandados de Srdjan Vasiljevic.
Nos jogos fora de portas, o Botswana não pretende averbar qualquer derrota. A preparação do jogo começou há uma semana.
Em declarações ao jornal stwanês “Sunday Standard", David Bright anteviu um jogo difícil, sem esconder a vontade de vencer: “Sabemos que será uma partida complicada. São duas selecções que ainda não pontuaram. Andamos atrás dos primeiros pontos”.
A delegação do Botswana é composta por 30 elementos, entre jogadores, treinadores, pessoal de apoio, dirigentes e jornalistas. No ranking da FIFA, os Zebras ocupam a posição 139 e na CAF aparecem no 38º lugar.      
 

Tempo

Multimédia