Economia

118 milhões de dólares para compra de aviões da TAAG

Victorino Joaquim

A Taag vai comprar brevemente, junto da construtora aeronáutica canadense Havilland Aircraft, seis aeronaves do modelo Dassh 8 Q400 que vão custar aos cofres do Estado angolano cerca de 118 milhões de dólares norte-americanos.

Os novos aparelhos adquiridos vão ligar as províncias e as demais regiões
Fotografia: DR

 Segundo apurou o Jornal de Angola de uma fonte oficial, o valor global para aquisição das respectivas aeronaves serão financiando por uma instituição bancário privada, a ABSA – Bank Limited, cabendo ao Estado angolano assumir a responsabilidade do reembolso. Em vista disso, foi celebrado recentemente, um contrato de financiamento entre a Taag e o Sindicato Bancário, representado pelo ABSA Bank Limited, (agente), no valor global de 118 milhões de dólares.

A recepção da primeira, das seis aeronaves, estava prevista para a última semana de Março e a segunda para a última semana do mês em curso, e as restantes no final deste ano. No passado mês de Fevereiro o presidente da comissão executiva da Taag, Rui Carreira, havia anunciado, à margem do seminário sobre “O impacto da ética, a sustentabilidade e compliance no sector dos transportes em Angola”.

Em declarações ao Jornal de Angola, Rui Carreira disse ainda que os novos aparelhos, de 72 lugares com um custo unitário entre 34 milhões e 38 milhões de dólares, fazem parte da estratégia de renovação da frota da companhia de bandeira e vão servir as ligações entre as diferentes províncias e a região.
Rui Carreira disse que o custo de aquisição dos novos aparelhos pode ser amortizado entre cinco a seis anos, “já que permitem ganhos operacionais significativos, sobretudo pelo baixo consumo de combustível, que é um terço menor do que o dos Boeing 737, actualmente a operar essas rotas.”

A compra de novos aviões para a companhia aérea de bandeira havia sido cancelada por decisão do Presidente João Lourenço anunciada em Abril do ano passado, que exigiu um “estudo mais aprofundado” do plano de recuperação da transportadora. Um despacho presidencial de 9 de Abril mencionava especificamente as autorizações dadas em Janeiro para a celebração de contratos com as empresas Boeing, dos Estados Unidos e Bombardier, do Canadá, (anterior fabricante dos Dash 8 Q400), para a compra de 15 novos aparelhos até 2022.

Actualmente, a frota da TAAG é constituída por 13 aviões Boeing, três dos quais 777-300 ER, com mais de 290 lugares, recebidos entre 2014 e 2016. A companhia conta ainda com cinco 777-200, de 235 lugares, e outros cinco 737-700, com capacidade para 120 passageiros, estes utilizados nas ligações domésticas e regionais.

Tempo

Multimédia