Economia

380 milhões de kwanzas negociados na Feira da Banana

Alfredo Ferreira e Pedro Bica* | Caxito

Os números da 8ª Feira da Banana de Produção Nacional (FEIBA 2019), divulgados no domingo, no encerramento, apontam para negócios de 380 milhões de kwanzas (menos cem que o previsto).

Negócios com a banana rondou os 380 milhões de kwanzas
Fotografia: DR

O porta-voz da organização, João Mpilamosi, declarou que o valor resulta da transacção de cerca de 400 toneladas de produtos do campo, além de banana, mandioca, feijão e batata-doce, indicando também a participação de 250 expositores (mais 50 que o previsto), a criação de cem postos de trabalho temporários e 12 mil visitantes.

Os expositores, que re-presentaram negócios dos domínios da agro-indústria, máquinas e equipamentos, prestação de serviços, transportes, pescas, turismo, se-guros, banca e tecnologias de informação e comunicação, estabeleceram contactos entre si e assinaram alguns contratos.
Os participantes representavam as províncias de Luanda, Bengo, Benguela, Cuanza-Sul e Malanje, sendo Portugal o único país estrangeiro representado no certame com cinco empresas dos sectores da indústria, turismo, transportes, pescas, obras pú-blicas, geologia e minas e agricultura, de acordo com João Mpilamosi.
A FEIBA é uma iniciativa do Governo Provincial do Bengo, a Caxito Rega (gestora pública do Perímetro Irrigado de Caxito) e a empresa de capitais privados Nova Agrolíder, uma parceria que visa divulgar as potencialidades de produção agrícola da região.

Os premiados do certame
A Sociedade Agrícola das Bimbas, de Benguela venceu o prémio dos Grandes Produtores da FEIBA 2019 e o de Pequenos Produtores, noticiou a Angop.
Benguela voltou a conquistar o galardão máximo da feira, a Banana de Ouro, depois de já o ter conseguido no ano passado, com a Fazenda Manuel Monteiro, e o mesmo aconteceu com o município do Dande na categoria de Pequenos Produtores.
Na cerimónia de galardoação, foram ainda distinguidas as empresas Agrozootec (na categoria de Máquinas e Equipamentos Agrícolas), TPA (Melhor Cobertura Jornalística), Fidelidade (Seguros), Banco de Fomento Angola (BFA, Melhor Representação Bancária), Vera Nova (Melhor Stand de Factores de Produção), Sunigest (Melhor Stand de Estudos e Projectos).
O prémio para o Stand Revelação da feira ficou com a empresa Novangospencer, que expôs uma casa de um piso, construída com material composto por esferovite e malhassol, chapas caneladas, portas e janelas de alumínio, material de canalização e lava-loiça. O Bengo também ganhou o prémio de Melhor Representação Provincial.
A visitar a FEIBA 2019, no sábado, o secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, José Carlos Bettencourt, considerou elevado o potencial do certame direccionar os investidores estrangeiros para os projectos da economia angolana mais necessitados de capital e tecnologia.
Em declarações à imprensa, o secretário de Estado referiu que uma das formas de de-monstrar essas potencialidades é a realização regular de feiras que congreguem expositores de diferentes sectores num só espaço, permitindo a troca de experiências e o fomento de negócios.
* Com a Angop

Tempo

Multimédia