Economia

A importância do agronegócio no desenvolvimento de Angola

O nome de Angola esteve em particular destaque na edição deste ano da feira “Portugal Exportador”, um evento que decorreu quarta-feira, no Centro de Congressos de Lisboa, sob organização da Fundação AIP, no qual o embaixador Carlos Alberto Fonseca e o director-geral do Instituto de Desenvolvimento Industrial angolano, Adérito Van-Dúnem, tiveram uma participação particularmente activa.

Fotografia: Dr

Especialmente dedicada a motivar as exportações portuguesas, a edição deste ano teve a particularidade de permitir que Angola como que invertesse a ideia inicial do evento, lançando na ocasião um desafio às empresas portuguesas para que investissem no mercado nacional de modo a que fossem criadas mais parcerias que possam participar em todo esse processo, estabelecendo desse modo uma “linha directa” para trocas comerciais que melhor se adaptem ao interesse dos dois mercados.
Durante um seminário denominado “A importância do agronegócio para o desenvolvimento sustentável de Angola”, o embaixador Carlos Alberto Fonseca sublinhou que as empresas portuguesas têm tudo a ganhar com a criação de uma estratégia que priorize o investimento em Angola, como porta de entrada para o mercado regional africano.

Tempo

Multimédia