Economia

Acordo apoia projectos tecnológicos financeiros

Natacha Roberto

O Banco Nacional de Angola (BNA) e o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação assinaram ontem, em Luanda, um memorando de entendimento que visa apoiar a criação de incubadoras de empresas para monitorizar projectos tecnológicos do domínio financeiro.

Ministra do Ensino Superior e o governador do banco central
Fotografia: Mota Ambrosio | Edições Novembro

O memorando foi assinado pelo governador do BNA, José de Lima Massano, e a ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo, que declarou, naquela ocasião, que o acordo apoia programas de desenvolvimento de criação de “startups” na Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto, de onde vão sair jovens com iniciativas empreendedoras. O programa, adiantou a ministra, é definido por estimular a criação de ambientes onde se promovem ideias úteis para a elaboração de projectos que vão ajudar a desenvolver a sociedade.
O administrador do BNA Pedro Castro e Silva informou que a adesão do banco central a essa iniciativa está baseada na observação da realidade de outros países e universidades, principalmente nos Estados Unidos.
Pedro Castro e Silva disse que o memorando prevê a criação de uma comissão de gestão que vai incluir profissionais do BNA e do Ministério do Ensino Superior que, uma vez por mês, vão realizar o balanço do nível de crescimento das empresas envolvidas no programa.

Tempo

Multimédia