Economia

Agência de rating corta classificação de risco de Angola

A agência de classificação de risco Standard and Poor’s anunciou ontem o corte da classificação de Angola para B-, apesar do país permanecer com liquidez financeira superior à de países em situação semelhante.

Agência de classificação de risco Standard and Poor’s
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

A agência Standard and Poor’s já havia advertido para o risco da descida por causa dos preços mais baixos do petróleo e os seus efeitos sobre a economia angolana, baixando a nota mantendo a perspectiva como estável.
“A perspectiva estável reflecte a nossa visão de que o défice continuará a ser elevado, mas pode ser financiado sem afectar significativamente as reservas cambiais do país”, justifica a agência Standard and Poor’s.
“Reduzimos a expectativa sobre o ritmo de crescimento económico. O desempenho da receita do país está abaixo das expectativas anteriores e os custos do serviço da dívida estão a aumentar”, refere a agência, salientando que o setor bancário também permanece “fraco” e vulnerável à perda de crescimento.

Tempo

Multimédia