Economia

Agência tributária eleva colecta fiscal

Domingos Calucipa |Ondjiva

A cobrança dos impostos Predial Urbano (IPU), Sisa, bem como das Sucessões e Doações na VI Região da Administração Geral Tributária  (AGT) - Cunene e Cu-ando-Cubango - renderam aos cofres do Estado, durante o ano passado, 137.378.956 kwanzas, indica um relatório de balanço daqueles serviços divulgado ontem, em Ondjiva.

Fronteira de Santa Clara domina as arrecadações no Cunene
Fotografia: Kaivinte Edvaldo | Edições Novembro | cunene

Sessenta por cento da arrecadação foi obtido pela Repartição Fiscal de Menongue, onde as receitas obtidas são dominadas pela cobrança do IPU que, no ano passado, se situaram em 40 milhões de kwanzas.
O desempenho na cobran-ça do IPU renda também foi elevado, levando à colecta de 31 milhões de kwanzas, se-guido do Sisa, com 30 mi-lhões, sucessões e doações, com 29 milhões, e multas pela falta de entrega de declaração, com quatro milhões. Nesse período, a VI Região Tributária recuperou a dívida fiscal constituída por certidões emitidas no valor de 216,6 milhões de kwanzas, acrescenta o documento.
As receitas fiscais e aduaneiras da VI Região da AGT cresceram, em 2017, para 18.890 milhões de kwanzas 17.717 milhões em 2016 um aumento de 1.173 mi-lhões, de acordo com dados disponíveis no Jornal de Angola.
Estes números indicam que o valor arrecadado no ano passado reflecte o aumento de cobranças fiscais e o incremento das importações, que se têm reflectido nas receitas aduaneiras.
Aqueles serviços prevêem, para o próximo ano, a maximização das receitas tributárias a nível da região, através da intensificação do trabalho de sensibilização, cadastramento e actualização dos dados sobre os agentes económicos na informalidade.

Tempo

Multimédia