Economia

Agricultura familiar com novos apoios

Cerca de 1000 milhões de kwanzas vão ser aplicados na execução de 102 subprojectos agrícolas, até 2021, em sete dos nove municípios da província do Bié, no âmbito do projecto do Mosap II que se destina a aumentar a produção interna, anunciou ontem, na cidade do Cuito, o coordenador do programa, Romeu Rosa.

Fotografia: DR

Em declarações reproduzidas pela Angop, o responsável referiu que já foram gastos desde o início do projecto, em 2016, 500 milhões de kwanzas em 31 subprojectos, com realce para os de preparação dos solos, distribuição de sementes, entrega de fertilizantes e juntas de tracção animal.
Até 2021, referiu, outros 71 subprojectos devem ser implementados, com destaque para os de apoio a 257 escolas de campo, construção de infra-estruturas transformadoras (moagens), recuperação e construção de silos de milho, feijão, mandioca, soja, bem como de hortícolas, repolho e tomate.
O projecto permitiu a formação de técnicos agrários, em matérias ligadas ao ambiente, “controlo de pragas”, protecção de culturas, degradação de solos e seus efeitos, métodos de controlo da erosão, doenças e pragas, entre outras.
Na província do Bié, o Mosap II vai ainda promover uma formação destinada aos técnicos, sobre a introdução à protecção integrada de culturas e boas práticas fitossanitárias, métodos de controlo de pragas, procedimentos para o desenvolvimento para adoptar o manejo integrado de pragas, bem como o manejo adequado do solo, recuperação de terras degradadas e implanta-ção de culturas em curvas de nível.
O Mosap II é um projecto concebido pelo Ministério da Agricultura e Florestas, executado pelo Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA) e é co-financiado pelo Banco Mundial, Go-verno de Angola e os próprios beneficiários.
O projecto está a ser implementado nas províncias de Malanje, Huambo e Bié, tem por objectivo aumentar a produtividade, produção e comercialização da colheita, em pequena escala, com enfoque para as culturas da mandioca, milho, feijão, batata e hortaliças. Na província do Bié abrange 300 famílias, distribuídas pelos municípios do Cuito, Camacupa, Catabola, Chitembo, Andulo Cuemba e Nhârea.
Na campanha transacta, foram colhidas três mil toneladas de milho, um milhão e 120 mil quilogramas de feijão, no âmbito da implementação do projecto.

Tempo

Multimédia