Economia

Angola capta investimentos para apoiar indústria mineira

A cidade de Madrid, em Espanha, acolhe amanhã um fórum de negócios para atracção de investimentos para a indústria mineira em Angola. O destaque do evento vai para a apresentação dos avanços do Plano Nacional de Geologia (PLANAGEO), uma investigação do subsolo, que vai definir mapa geológico mineiro do país.

Secretário de Estado da Geologia e Minas (ao centro) está em Madrid para apresentar o PLANAGEO
Fotografia: DR

A decorrer no Auditório da Fundação Gomez Pardo, de Madri, o evento vai contar com a presença de autoridades dos Governos espanhol e angolano. Os secretários gerais para a Coordenação da Política Científica e da Indústria e das Pequenas e Médias Empresas, Rafael Rodrigo e Raül Blanco, representam a parte espanhola, ao passo que Angola é representada pelo secretário de Estado de Geologia e Minas, Jânio da Rosa Corrêa Victor.
Líderes de grandes em-presas do sector mineiro vão marcar presença para testemunhar os resultados de seis anos de pesquisa, que apesar de ainda não estar concluído, já contribui para o incentivar o investimento no país. Empresas como a Atlantic Copper, Orvana Minerals e o Grupo Clencore já confirmaram a presença no certame.
Para desenvolver o PLANAGEO até 2020, o Governo angolano dividiu o território em três partes. O consórcio luso-espanhol UTE PLANAGEO, composto por instituições geológicas de Espanha e de Portugal (IGME e LNEG) e a empresa de engenharia das Astúrias (ALTERNATIVA INDUSTRIAL impulso, S.A) são as responsáveis pela pesquisa na região Sul do país, numa área de quase 500 mil quilómetros quadrados.
Até ao momento, de acordo com dados do Mi-nistério dos Petróleos e Recursos Minerais, está concluída a MAG-RAD aerogeofísica e prestes a concluir o mapeamento geológico de 1: 250.000. Estudos mais detalhados estão a ser realizados em áreas seleccionadas. Neste sentido, estão a ser desenvolvidos levantamentos mais detalhados, nomeadamente mapas geológicos 1: 100.000 mapas de rochas e minerais industriais e metallogenic em 1: 50.000.
O PLANAGEO representa uma grande oportunidade para Angola e para as empresas de mineração em todo o mundo. Entre os resultados que es-tão a ser obtidos, destaca-se, por exemplo, o enorme potencial que o país oferece para a indústria de granito, devido à abundância desse mineral.
Em Setembro do ano passado, os mapas elaborados pelo consórcio luso-espanhol também foram apresentados na Itália, no principal evento internacional dedicado a empresas do sector de mármores e pedras, a Feira de Verona “Marmomac – 2018”. Mais de dez mil visitantes, entre curiosos e empresários, visitaram o stand de Angola, maravilhados pela qualidade dos mapas e produtos expostos.

Tempo

Multimédia