Economia

Angolanos em Portugal enviam menos dinheiro

As remessas dos emigrantes angolanos a trabalhar em Portugal caíram 3,4 por cento em Julho, para 830 mil euros, enquanto as dos portugueses em Angola caíram 17,3 por cento, para 26,5 milhões de euros nesse mesmo período, de acordo com a imprensa daquele país.

Fotografia: DR

Os dados, divulgados quarta-feira pelo Banco de Portugal, referem que o dinheiro enviado pelos portugueses a trabalhar em Angola passou de 32,08 milhões de euros, em Julho de 2017, para 26,51 milhões de euros.
Na divulgação dos dados, o Banco de Portugal desagrega os relativos a Angola separados do agregado para os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).
Olhando para a totalidades destes países lusófonos, as remessas dos emigrantes portugueses caíram 16,3 por cento, passando de 32,85 milhões, em Julho do ano passado, para 27,49 milhões, em Julho deste ano.
Em sentido inverso, os africanos lusófonos a trabalhar em Portugal enviaram para os seus países de origem 3,19 milhões de euros em Julho deste ano, o que representa uma descida de 1,8 por cento face aos 3,25 milhões de euros enviados em Julho de 2017.
No total, as remessas dos emigrantes portugueses caíram 7,7 por cento, descendo de 364,7 milhões em Julho do ano passado, para 336,4 milhões em Julho deste ano.
Pelo contrário, as remessas dos estrangeiros a trabalhar em Portugal aumentaram 14,2 por cento, subindo de 40,78 milhões para 46,58 milhões de euros entre Julho de 2017 e Julho deste ano.

Tempo

Multimédia