Economia

Países de língua portuguesa interessados em fundos

Os países de língua portuguesa estão muito interessados em financiamentos para infra-estruturas e de desenvolvimento, pelo que se torna necessário pensar num instrumento alternativo ao actual Fundo de Cooperação para o Desenvolvimento entre a China e os Países de Língua Portuguesa com outras características, como prazos mais alargados,  disse o secretário-geral adjunto do Fórum de Macau, Rodrigo Brum.

Fotografia: EDIÇÕES NOVEMBRO

Em entrevista ao semanário "Plataforma2, por ocasião dos 15 anos do Fórum de Macau, Rodrigo Brum realçou que existe um desconhecimento por parte dos empresários e dos países sobre as características do Fundo de Cooperação para o Desenvolvimento entre a China e os Países de Língua Portuguesa e dos seus mecanismos de funcionamento.

Tempo

Multimédia