Economia

Banco Rural e VTB pressionam o câmbio

As médias mais altas da taxa de câmbio de venda do dólar e do euro entre os bancos comerciais foram observadas, ao longo da semana, pelo Banco de Investimento Rural (BIR) e o VTB África, que negociaram as duas moedas em valores ponderados de 652,800 e 767,490 kwanzas, respectivamente.

Fotografia: DR

Os bancos de Comércio e Indústria (BCI) e Comercial do Huambo (BCH) seguiram-se na pressão altista sobre o câmbio, com as transacções a ocorrerem em médias de 651,259 e 649,882 kwanzas para o dólar e a 766,087 e 763,587 kwanzas para o euro. As taxas médias mais competitivas para a venda do dólar foram aplicadas pelo Millennium Atlântico (ATL), Standard Bank Angola (SBA) e Finibanco Angola (FNB), que passaram a moeda dos Estados Unidos a 628,445 kwanzas, bem como a 630,518 e 634,200 kwanzas.

Isso mesmo aconteceu com o SBA, o Standard Chartered Bank Angola (SCBA) e o ATL, ao negociarem o euro a 749,769 kwanzas, assim como a 750,417 e 751,158 kwanzas. Estes dados, compilados pela nossa Redacção com base em listas diárias publicadas pelo BNA no Jornal de Angola, indicam que a taxa de câmbio mais alta, à qual negociou o BIR, foi superior em 1,51 por cento à média da taxa dos bancos, de 643,882 kwanzas, ao mesmo tempo que 3,88 por cento mais elevada que a menor taxa, do ATL.

Na venda do euro, a taxa média mais alta era 1,07 por cento superior à média dos bancos, de 759,388 e 2,36 por cento superior à mais baixa.

Tempo

Multimédia