Economia

Bodiva anuncia recorde de negócios em Junho

A Bolsa da Dívida e Valores de Angola (Bodiva) anunciou, sexta-feira, um recorde mensal das negociações no mercado secundário da dívida pública registado em Junho, quando as transacções ascenderam 150.453 milhões de kwanzas.

Recorde da Bolsa revela elevação da literacia financeira no país
Fotografia: DR

Numa nota de imprensa em que anuncia o marco, a Bodiva declara que as transacções de Junho comparam-se com as do recorde anterior, atingido em Março, quando foi transaccionado o montante de 132.725,9 milhões de kwanzas.

A Bolsa atribui o desempenho às operações ordenadas pelos bancos Angolano de Investimento (BAI), Fomento de Angola (BFA), Millennium Atlântico (ATL) e de Poupança e Crédito (BPC), além do membro associado o Banco Nacional de Angola. De forma agregada, representaram 81,3 por cento do montante total transaccionado.

As Obrigações do Tesouro com indexação ao dólar (OTTX), com montante negociado de 51 por cento, e as Obrigações do Tesouro (OT) com maturidade em 2023, com 31 por cento, foram os títulos mais negociados, representando, juntas, 83 por cento do volume negociado de Junho.

O documento considera que o aumento do volume de negociação reflecte a consolidação da literacia financeira sobre as alternativas de poupança, bem como a confiança das empresas e famílias angolanas nos instrumentos financeiros disponíveis para as transacções na Bodiva.

De realçar que o desempenho da Bodiva em Junho coincide com o curso de uma facilidade de liquidez de 200 mil milhões de kwanzas instituída em Março e alargada em Abril pelo BNA para o resgate antecipado de títulos públicos com maturidade de quatro anos, emitidos neste e no ano passado.

A facilidade visa ajudar à tesouraria das empresas ao longo da vigência das medidas de excepção, que impõe restrições ao funcionamento da economia.

Tempo

Multimédia