Economia

Catoca paga mais de 26 mil milhões de kwanzas em imposto industrial

Responsável por mais de 75% da produção de diamantes de Angola, a Sociedade Mineira de Catoca efectuou, durante as duas últimas semanas, o pagamento de 100% do Imposto Industrial, num total de mais de 26 mil milhões de kwanzas, de acordo com um responsável da empresa que preferiu não se identificar.

Fotografia: DR

Segundo a fonte, nos últimos três anos, a empresa registou um crescimento substancial do lucro líquido, o que possibilitou novos investimentos com fundos próprios, com destaque para o projecto Luaxe, onde foram alocados mais de 300 milhões de dólares, entre 2017 e o ano passado.
O arranque da exploração, inicialmente previsto para este ano, acabou, contudo, por ser adiado, devido à pandemia da Covid-19.

A fonte acrescenta que, graças ao valor acumulado, está a ser possível manter a infra-estrutura produtiva, honrar os compromissos com os accionistas e os trabalhadores, concretamente o pagamento de salários e outros benefícios, das obrigações fiscais e a implementação dos programas de responsabilidade social.

Questionada sobre o impacto da Covid-19 sobre o Catoca, a fonte fez saber que, para dar resposta ao actual contexto, foi desenvolvido um plano de crise, que está a permitir à manutenção da produção, no quadro das medidas de segurança, orientadas pelas autoridades sanitárias. 

“Estamos há mais de seis meses que não comercializamos a nossa produção e podemos, muito provavelmente, continuar por mais cinco meses, dependendo da evolução da pandemia da Covid-19. Acrescentou que em momento algum a empresa faltou com as suas obrigações”, disse. Quanto à distribuição de dividendos entre os accionistas, a fonte fez saber que tudo dependerá do que for deliberado em Assembleia de Sócios, que poderá acontecer nos próximos meses.

 “Entretanto, é importante que fique claro que essa decisão não condiciona o cumprimento das obrigações, porque a manutenção do negócio está prevista no plano de crise, que assenta, essencialmente, na redução de custos; implica o reajustamento dos volumes dos planos de produção, encerramento de uma das fábricas de tratamento, suspensão dos trabalhos de prospecção em outras concessões, adiamento de alguns investimentos e o melhor acompanhamento e redução das principais despesas com recursos utilizados no processo produtivo, como energia, água, combustível e material utilizado no processo de emulsão”, esclareceu.

Tempo

Multimédia