Economia

Cem mil milhões em infra-estruturas

Entre 2002 a 2015, Angola investiu o equivalente a cerca de 99,5 mil milhões de dólares em infra-estruturas, o que fez dos investimentos públicos o segundo maior factor de crescimento económico, logo a seguir às exportações de petróleo.

Fotografia: DR

A afirmação foi feita, ontem, em Luanda, pelo ministro da Economia e Planeamento, num seminário sobre “Parcerias público-privadas” organizado pelo pelouro que dirige.
O ministro reconheceu que, apesar do esforço consentido pelo país, a avaliação da qualidade das infra-estruturas “não é encorajadora”, citando o Relatório do Fórum Económico Internacional de 2014/2015, onde Angola aparece na posição 141. />Essa evolução, considerou, é incompatível com o preconizado no Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022 sobre as infra-estruturas necessárias para o crescimento económico.
Pedro Luís da Fonseca propôs, assim, um modelo de financiamento em que o petróleo já não está em condições de assumir o papel que lhe estava reservado, em que as parcerias público-privadas aparecem como uma fonte de financiamento capaz e eficiente.

Tempo

Multimédia