Economia

Comércio gera novos empregos no Cunene

Adelaide Mualimusi| Ondjiva

Pelo menos 138 novos estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços foram licenciados no Cunene, no decurso do primeiro semestre deste ano, o que permitiu criar 512 postos de trabalho, revelou ao Jornal de Angola a responsável do Gabinete provincial do Comércio, Indústria e Recursos Minerais na província, Teresa da Costa.

A maioria das licenças é destinada ao comércio a retalho
Fotografia: M. Machangongo | Edições Novembro

Do total de estabelecimentos licenciados, segundo a responsável, 82 estão vocacionados para o comércio a retalho, 43 para a prestação de serviços e 13 para o comércio a grosso.

Ainda no decurso do primeiro semestre, o Gabinete provincial do Comércio, Indústria e Recursos Minerais no Cunene atribuiu 34 licenças a igual número de vendedores informais, disse Teresa da Costa, para quem o aumento do número de estabelecimentos licenciados na província se deve, em certa medida, à emissão local do alvará comercial, que antes era adquirido a partir de Luanda, e a "Operação Resgate", que tem vindo a reduzir o espaço de comércio informal no país.
Durante o período em referência, indicou, foram inspeccionados 103 estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços. Pelos serviços prestados, a repartição arrecadou mais de cinco milhões de kwanzas.

Tempo

Multimédia