Economia

Comércio africano trará investimentos e postos de trabalho

João Salvo | Saurimo

O ministro do Comércio prometeu na quinta-feira, em Saurimo, mais investimento estrangeiroe a dinamização da actividade económica nacional com a integração de Angola na economia do continente africano.

Fotografia: Edições Novembro

Joffre Van-Dúnem considerou, num seminário promovido pelo Ministério do Comércio para líderes institucionais e empresariais, que a adesão à Zona de Comércio Livre Continental Africana (ZCLC) vai acabar por  resultar na criação de postos de trabalho e na redução das importações.
O ministro adiantou que, para maximizar a obtenção de vantagens, o Governo deve aplicar o Plano Nacional de Desenvolvimento (PND) 2018-2022, mediante a conjugação de esforços pelo sector privado.
O PND, sublinhou, propõe um ambiente favorávelde negócios, cabendo às empresas fazer as escolhas acertadas, principalmente na agricultura, que tem o potencial de transformar Angola de país importador em exportador.
O governador da Lunda Sul, Ernesto Kiteculo, referiu que a adesão de Angola à ZCLC pode contribuir para os esforços de modernização do sector produtivo, áreas como o agro-negócio, turismoe serviços.

Tempo

Multimédia