Economia

Companhia perto da meta de produção de açúcar

A Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom) divulgou ontem, em Malanje, uma actualização que eleva a produção da açúcar para 100 mil ao longo da campanha de corte em curso, acima do recorde de 91 mil toneladas anunciado no princípio do mês.

Fotografia: DR

A gestora agrícola da Biocom, Fernanda Andrade, disse ao Jornal de Angola que as 100 mil toneladas colocam a companhia próximo de observar a meta de 110 mil toneladas estabelecida para o cômputo do ano. “A nossa equipa está bastante motivada e preparada, procurando de forma incansável bons resultados para as metas traçadas”, disse.
No princípio do mês a companhia anunciou que a produção de açúcar ao longo de 2019 representava 80 por cento do previsto para o ano, num comunicado em que declarava recordes generalizados da produção.
O açúcar produzido na Biocom é embalado em big bags, contentores flexíveis e resistentes para o transporte de produtos a granel e cargas pesadas, bem como em sacos de 50 quilos, antes de ser vendido às grandes redes de distribuição de alimentos e à indústria de bebidas.
Até ao princípio de Outubro, a produção de Etanol atingiu 11,6 mil, dos 19 mil hectolitros previstos, enquanto a de energia eléctrica ascendeu aos 66,7 megawatts, acima 55 programados para fornecer 60 mil lares.

Tempo

Multimédia