Economia

Concessionária assina acordo de cooperação com operadores

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), a Sonangol e a Chevron Southwest África assinaram ontem, em Luanda, um protocolo de cooperação conjunto para o estudo e avaliação técnica do Bloco 33, anunciou o concessionário em nota de imprensa.

Fotografia: DR

O documento indica que o acordo visa desenvolver o potencial petrolífero do Bloco 33, localizado em “offshore”, na bacia do Baixo Congo, além de que, citado na nota, o presidente do Conselho da ANPG, Paulino Jerónimo, considerar ser o apoio à Sonangol a produzir mais e melhor nos blocos em que esteja incluída.
Para o presidente da Sonangol, Sebastião Gaspar Martins, o acordo é vantajoso e qualifica a empresa petrolífera nacional no caminho do “core business”: a produção petrolífera.
Sendo o acordo uma iniciativa da ANPG, Gaspar Martins deseja que esta parceria seja duradoura, com bons resultados e um modelo de trabalho que venha a ganhar raízes em Angola, com o alto patrocínio da ANPG.
O director-geral da Chevron em Angola, Derek Magness, reconheceu que a parceria vai reforçar o compromisso da companhia com Angola, onde, além de operadora, actua como parceiro social e com as comunidades que a acolhem.
A Chevron Angola está presente no mercado angolano há mais de 60 anos, segundo Derek Magness, considerando esse um período em que foram estabelecidas relações de confiança benéficas com o Governo.
O Bloco 33 não dispõe de um operador. Caso este trabalho de estudo e avaliação conjunto venha a obter os re-sultados desejáveis, a Chevron pode vir a assumir o papel, passando a Sonangol a fazer parte do grupo empreiteiro.

Tempo

Multimédia