Economia

Consórcio interessado em investir na Huíla

O consórcio chinês Citic e H&S pretende investir, nos próximos meses, em projectos de abastecimento de água e agro-industriais na província da Huíla, informou quinta-feira, no Lubango, o líder da companhia, John Zheng.

A agro-indústria é um dos sectores que atraem a Citic e H&S
Fotografia: Arão Martins | Edições Novembro

O anúncio do empresário foi feito numa reunião com o governador da Huíla, Marcelino Tyipinge, responsáveis institucionais dos sectores da Geologia e Minas, da Agricultura, Pecuária, Pescas e Desenvolvimento Florestal, da Energia e Águas e do Turismo.
O empresário manifestou interesse em participar em parcerias público-privadas no domínio da produção e fornecimento de água, agricultura, indústria e minas, podendo utilizar fundos próprios para dinamizar uma unidade siderúrgica.
John Zheng disse estar criada uma comissão para estudos entre o Governo Provincial da Huíla e o consórcio, para se verificar um terreno disponível e prepará-lo para possíveis financiamentos. “Queremos ter a possibilidade de participar no plano de desenvolvimento que o Estado adoptou para os próximos cinco anos”, afirmou, referindo-se ao Plano Nacional de Desenvolvimento 2017-2022.
Marcelino Tyipinge elogiou a disponibilidade do consórcio para financiar projectos sociais na província, afirmando estarem as autoridades locais preparadas para apoiar qualquer investimento vocacionado para atender as necessidades da população.
“Os nossos empresários são dedicados, mas muita vezes faltam recursos ou o conhecimento nas várias áreas de tecnologia que precisamos, o que vocês têm”, considerou o governador.
A Citic Construction em Angola, subsidiária do grupo chinês com sede em Pequim Citic, declara ser a maior empresa de construção civil estatal da China. Há dez anos no país, participou na edificação das centralidades do Kilamba e Zango, em Luanda, assim como em projectos do Namibe e Lubango.
A H&S afirma ser a maior empresa privada da China e que, em Angola, actua nos sectores da construção civil e imobiliário, na área comercial e logística, agricultura e indústria.

Tempo

Multimédia