Economia

Cooperativas de diamantes garantem empregos no Bié

Das 15 cooperativas licenciadas para a exploração de diamantes na província do Bié apenas sete estão a exercer actividade, garantido 523 postos de trabalho, segundo a directora do Gabinete Provincial do Desenvolvimento Económico Integrado.

Fotografia: DR


Anacleta Sassango Leonardo, que falava a propósito do garimpo de diamantes na região, sublinhou que oito cooperativas foram forçadas a paralisar as actividades, no âmbito da “Operação Transparência”, por não apresentarem todas as condições exigidas por lei.
A gestora disse que o Departamento de Recursos Minerais desenvolve um trabalho para avaliar os factores que estão a condicionar a reabertura de algumas cooperativas ao nível das zonas onde foram consignadas.

Depois da constatação, prosseguiu, a instituição vai estudar mecanismos para ajudar as cooperativas a conseguirem financiamentos junto da banca para a actividade, visando a garantia de mais postos de trabalho. Anacleta Leonardo confirmou que, na região, o índice de exploração ilegal de diamantes “diminuiu consideravelmente”.

Tempo

Multimédia