Economia

Crédito sul-coreano reactiva a Edipesca

Um acordo avaliado em 57 milhões de dólares (14,5 mil milhões de kwanzas) para a reabilitação e construção de infra-estruturas de processamento e distribuição de pescado, a favor da Edipesca, é assinado na quinta-feira entre o Governo e o Banco de Exportação e Importação (Eximbank) da Coreia do Sul.

Fotografia: DR

A informação foi avançada ontem à Angop, em Luanda, pela ministra das Pescas e do Mar, Vitória de Barros Neto, que considerou que a execução do acordo vai solucionar os problemas de logística e distribuição de pescado da Edipesca, uma empresa de capital público que pode intervir no mercado para regular questões de interesse público, como preços ou escassez.
Ao falar na reunião técnica sobre o financiamento do Eximbank da Coreia do Sul, a ministra disse que o projecto visa dotar a empresa de infra-estruturas que permitam uma operação eficaz, para garantir uma oferta permanente de peixe no mercado.
Com o projecto, é solucionado o problema das condições de higiene e do  aproveitamento de todos os resíduos, bem como a transformação em adubo para agricultura e farinha de peixe.
Depois do acordo, anunciou, é lançado um concurso para definir que empresas vão licitar a empreitada de construção e reabilitação.
O director dos Assuntos Africanos do Departamento de Operações do Fundo para Cooperação e Desenvolvimento Económico do banco, Kevin Choi, disse que o crédito  permite o fornecimento de uma instalação de processamento de peixe, um camião de frio e assistência técnica para a formação de quadros.

Tempo

Multimédia