Economia

Divisas para economia têm carácter prioritário

O Banco Nacional de Angola (BNA) informou sexta-feira, em comunicado, que está a trabalhar com os bancos comerciais numa melhor programação na venda de divisas para atender de forma gradual, programada, organizada e prudente as necessidades de todos os sectores da economia.

Banco Central é contra a indexação dos produtos ao câmbio do mercado paralelo e promete atender todos os sectores
Fotografia: Paulo Mulaza

O documento refere que vendeu aos bancos comerciais, na primeira quinzena deste mês de Julho, um montante de divisas equivalente a 597,4 milhões de dólares, destinadas à cobertura de operações de carácter prioritário, tais como bens alimentares, ajuda médica, despesas com formação no exterior e telecomunicações, incluindo a cobertura de operações de organismos do Estado.
A taxa de câmbio média de referência de venda do mercado cambial primário permanece praticamente inalterada há várias semanas nos 166,712 kwanzas por cada dólar e nos 186,266 kwanzas por cada euro.
No documento, o BNA assegura que as vendas de divisas vão manter-se de forma regular, apelando aos vários agentes económicos, com destaque para as empresas, a evitarem o recurso ao mercado informal e a indexarem os preços dos produtos ao câmbio do mercado paralelo.
O comunicado garante que  nas últimas semanas o BNA realizou uma reunião de auscultação e concertação com a Associação dos Bancos Comerciais de Angola (ABANC) e com os presidentes ou representantes dos conselhos de administração dos bancos Keve, BIC, BAI, BFA, Banco Económico, Standard Bank, Millennium Atlântico, Banco Sol, Pungo Andongo, Banco Prestígio e Banco de Crédito do Sul, tendo em vista partilhar informação sobre os desafios do sistema financeiro angolano. O Banco Nacional de Angola reafirma, no documento, o seu compromisso com uma gestão rigorosa, prudente e sustentável dos recursos cambiais, com o objectivo último de fornecer divisas necessárias à economia nacional.
O BNA informa ainda que, no âmbito das suas actividades, realiza semanalmente leilão de divisas dirigido especialmente para projectos do Executivo, conforme ofícios recebidos dos Ministérios de tutela onde constam a identificação das empresas e indicação dos Bancos onde se encontram domiciliadas as suas respectivas contas.

Tempo

Multimédia