Economia

Economia deve beneficiar da criação da reserva alimentar

O Estado deve dinamizar mais a actividade agro-pecuária, reforçando as políticas de apoio aos produtores familiares e empresariais no quadro da criação da reserva alimentar nacional, considera o director do Gabinete da Agricultura,  Pescas e Desenvolvimento Florestal do Huambo.

Fotografia: M Machangongo | Edições Novembro

Abrantes Carlos considerou à Angop que a estratégia deve ser a de incentivar a produção agro-pecuária no país com base em incentivos capazes de encaminhar os recursos financeiros disponíveis para a produção, para não se criar uma reserva alimentar com alimentos importados. “Com os recursos disponíveis para a criação da reserva alimentar e a competência do Ministério do Comércio, temos que reforçar as políticas de dinamização da produção agro-pecuária nacional”, defendeu. 

Tempo

Multimédia