Economia

Empresas querem conquistar mercado para oferta disponível

O Centro Óptico, uma rede de serviços de oftalmologia com relativa implantação em Luanda, participa na FILDA, onde instalou um stand, para se tornar mais conhecida do público, mostrar a sua vasta oferta de óculos e atrair clientes, afirmou ao Jornal de Angola o director-geral da companhia, Hugo Leão.

Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

O Centro participa no certame pela primeira vez e colocou no seu stand, de 18 metros quadrados, uma enfermeira com um dispositivo de rastreio que, num só dia, marcou 85 consultas.
A Fabrimetal, empresa angolana de aço, instalada no mercado há mais de sete anos, tem capacidade de produzir 53 mil toneladas por ano, mas adoptou um projecto para aumentar, este ano, a capacidade de produção para 70 mil toneladas, segundo o seu director geral.
Luís Diogo disse a este jornal, no stand da companhia na FILDA, que apesar das dificuldades em cambiais e de matéria-prima, que na maior parte é proveniente do interior do país, a empresa está a fazer tudo para, este ano, alcançar o objectivo de continuar a apoiar a industria nacional.

Tempo

Multimédia