Economia

Exportação agrícola foi pouco significativa

As exportações agrícolas do terceiro trimestre de 2017 representaram 0,3 por cento do total das remessas angolanas para o estrangeiro ou um valor de 3.706 milhões de kwanzas face ao mesmo período de 2016, indicam dados publicados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Fotografia: Jaimagens/fotógrafo

As exportações petrolíferas constituíram 95,1 por cento do total, situando-se em 1.317.916 milhões de kwanzas, mais 4,3 por cento que no período anterior, mas menos 0,7 por cento que no terceiro trimestre de 2016.
Os números corrigem o valor das exportações agrícolas e petrolíferas do terceiro trimestre de 2017 publicados, há uma semana, na “Folha de Informação Rápida do Comércio Externo”, com um erro na codificação de um produto do grupo combustível, que aparece como se de produtos agrícolas se tratasse.
O erro, afirma o INE numa errata publicada ontem, resultou “no aumento do valor da exportação de produtos agrícolas em 21,2 por cento, em detrimento do combustível” que só representava 74,2 por cento do total.
As previsões do Governo apontam para a exportação de 610,6 milhões de barris de petróleo e 3.252,9 mil milhões de kwanzas em 2017, o que se compara com volumes de 611,2 milhões em 2016 e 648,5 em 2015, de acordo com números insertos no Relatório de Fundamentação do Orçamento Geral do Estado de 2018, quando se prevê uma produção de 620 milhões de barris.

Tempo

Multimédia