Economia

Farinha mais cara eleva preço do pão

Elautério Silipuleni | Ondjiva

As panificadoras na província do Cunene elevaram o preço do pão durante a semana, com a carcaça de 60 gramas a passar de 25 para 30 kwanzas sob a alegação de que o aumento se deve a uma subida de 15 por cento do custo da farinha de trigo no mercado local.

Fotografia: DR

Numa nota de imprensa, a Associação das Indústrias de Panificação e Pastelaria de Angola (AIPPA) no Cunene afirma que o preço da farinha de trigo registou uma subida considerável no mercado nacional e o aumento do preço do pão naquela província é justificado pelo elevado custo da principal matéria-prima para a produção do alimento.

Essa evolução, prossegue o documento, está a inviabilizar as finanças das panificadoras da província, tendo em conta os custos de produção, pagamento de salários e impostos. O Jornal de Angola verificou nos estabelecimentos comerciais do Cunene que o saco de 50 quilos de farinha de trigo foi comercializado durante a semana a 10.200 kwanzas, contra os oito mil kwanzas a que era vendido no período anterior.
A consumidora Ana Maria Ndesahafela considerou que, sendo o pão o mais elementar bem de consumo das famílias, qualquer subida de preço eleva os orçamentos domésticos, prevendo que o aumento vai reduzir a quantidade comprada.
O director do Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC) no Cunene, Bernardo Hiludilwa, declarou que a subida do preço do pão, na situação actual, não viola a legislação desde que as panificadoras não adulterem os parâmetros de peso definidos.

 

Tempo

Multimédia