Economia

Fazenda do Curoca colhe em Janeiro

A fazenda Vale Silvestre no Projecto Agro-industrial “Esopak”, no município do Curoca, Cunene, prevê para Janeiro uma colheita de 1.500 toneladas de milho branco, noticiou hoje a Angop.

Colheitas esperadas no Curoca animam decisores
Fotografia: Estanislau Costa| Edições Novembro

O gestor da fazenda, Mário Rodrigues, disse à margem da visita do secretário do Presidente da República para o Sector Produtivo, Isaac dos Anjos, que a colheita é resultado da plantação de 142 hectares de milho, numa exploração que conta ainda com 15 hectares para produção de feno para o gado.
A par da colheita do milho em Janeiro de 2020, segundo o responsável, está em preparação a sementeira do cereal com recurso a grãos brancos e amarelos num espaço de 171 hectares.
No local, o secretário de Estado da Economia, Sérgio Santos, que integrou a delegação, disse que a visita permitiu ter dos ideia dos empreendimentos que, na província, estão activos no domínio da agricultura e da indústria, de modo a incentivar o aumento da produção nacional.
Sublinhou que, com essa produção do milho no Cunene, aumenta a oferta do produto no mercado local e, consequentemente, desafoga-se a importação desse bem na região.

Tempo

Multimédia