Economia

Gás de cozinha com preços especulativos

O preço de gás de cozinha está a ser especulado na província do Huambo, pela escassez que o mercado regista há mais de duas semanas.

 

Em consequência, nos principais mercados informais da cidade do Huambo e de forma muito restrita, uma botija de 12 quilos da rede Sonangol está a ser comercializada entre dois mil e 2.500 kwanzas, contra os 1.200 kwanzas estipulados oficialmente.
Ao Jornal de Angola, Bernado Alfredo e Maria Madalena mostraram-se agastados com a situação e pedem maior fiscalização, para acabar com a onda de especulação. “Não há gás nos postos habituais e quando aparece é conseguido à custa de muita “luta”, por causa do esquema montado,que só favorece amigos e parentes, excluindo a maior parte dos consumidores.

Tempo

Multimédia