Economia

Governo defende reforço do processo de integração

Madalena José

A secretária de Estado para o Orçamento e Investimento Público, Aia-Eza da Silva, considerou ontem, em Luanda, a necessidade do reforço da integração regional e a expansão do comércio intra-regional para que os países africanos assegurem o progresso económico.

Secretária de Estado para o Orçamento e Investimento Público, Aia-Eza da Silva
Fotografia: Angop

A declaração foi proferida na abertura de uma conferência da Rede de Instituições Financeiras de Desenvolvimento da SADC, reunida em Luanda ontem e hoje para discutir políticas e estratégias de integração regional.

O encontro decorre sob o lema “Pequenas e Médias Empresas (PME) como núcleo da estratégia de industrialização da SADC”, questões que Aia-Eza da Silva considerou pertinentes para o crescimento e o desenvolvimento da região.
As PME, disse, “são as principais criadoras de emprego, com a vantagem da sua actividade se desenvolver em maior proximidade com os cidadãos e as comunidades e, desse modo, desempenham também um papel crucial no desenvolvimen-to local, na fixação das populações e na preservação dos valores”.
O presidente do Conselho de Administração do Centro de Recursos Financeiros para o Desenvolvimento da SADC, Stuart Kufeni, disse que o encontro vai estabelecer estratégias para o financiamento de projectos nas áreas da agricultura, infra-estruturas e as PME da região.
Mário Nascimento, presidente da Comissão Executiva do Banco Sol, considerou benéfica a admissão de bancos angolanos na rede de instituições financeiras de desenvolvimento da SADC.

Tempo

Multimédia