Economia

Governo suspende corte de madeira na província

O governo do Cuando Cubango suspendeu, na terça-feira, a exploração de madeira em toda a extensão da província, devido à desordem que se regista no exercício da actividade.

Medida visa adequar a actividade à legislação
Fotografia: Edições Novembro

O levantamento da suspensão, de acordo com um comunicado do governo, vai depender das decisões a serem produzidas pelo Ministério da Agricultura e Florestas e do governo local, depois de avaliarem o assunto.
A informação consta no comunicado final da III reunião do governo, orientada pelo governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa, citado pela Angop. O documento avança que no encontro foi analisada a situação de devastação florestal na província, considerada preocupante.
No âmbito das visitas que o governador realizou no município de Menongue, sede capital da província, em finais de Outubro, refere o documento, Júlio Bessa registou “com preocupação”, o corte da madeira do tipo Mussivi, cuja acção já foi proibida, tendo sido apreendido um camião carregado com a referida madeira.
O governo orientou, por outro lado, às administrações municipais, comandos municipais e comunais da Polícia Nacional e aos Fiscais do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF), para que, dentro dos procedimentos legais, intensifiquem as acções de combate às queimadas e à caça furtiva, criando nas áreas de jurisdição mecanismos de controlo para desactivar os pontos de captura e venda de carne de caça, bem como a aplicação de medidas punitivas aos prevaricadores.
Entre outros assuntos, a reunião avaliou as medidas tomadas para conter a caça furtiva, queimadas e exploração ilegal da madeira.

Tempo

Multimédia