Economia

Habitação procura rentabilizar institutos

A pretensão foi manifestada pela titular da pasta, Ana Paula de Carvalho, no decurso de uma visita de trabalho que efectuou, na segunda-feira, a Malanje, com o objectivo de avaliar o funcionamento do sector naquela província.

Fotografia: DR

Falando à saída de um encontro com o governador provincial e responsáveis locais dos referidos institutos, a dirigente precisou que a rentabilização pretendida passa, inicialmente, pela melhoria da qualidade dos serviços, acabando com algumas debilidades que ainda se registam.
Actualmente, segundo disse, os valores gerados pelos dois institutos são destinados à Conta Única do Tesouro (CUT). O Ministério, prosseguiu, está a encetar contactos junto do Ministério das Finanças, para que parte das receitas seja revertida a favor dos referidos institutos.
Ana Paula de Carvalho anunciou que o Ministério do Ordenamento do Território e Habitação quer pôr termo ao desordenamento do território que se vem assistindo nos últimos tempos, pelo que passará a distribuir lotes infra-estruturados para a auto-construção dirigida, evitando-se, com isso, as construções anárquicas.
A governante reafirmou a decisão do Executivo de suspender a o subprojecto 200 fogos por município.

Tempo

Multimédia