Economia

Inquérito pesquisa receitas e despesas

Doze mil e quinhentas famílias constituem a amostra do Inquérito sobre Receitas, Despesas e Emprego eAngola m (IDREA), que começa a ser feito em Fevereiro de 2018 pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), noticiou ontem a Angop.

INE mede indicadores de desenvolvimento sustentável
Fotografia: Nicolau Vasco | Edições Novembro

O inquérito visa recolher dados para os indicadores do desenvolvimento sustentável e actualizar os índices de pobreza do país, assim como fornecer informações sobre o consumo das famílias e avaliar o sector do emprego, abrangendo as zonas rurais e urbanas das 18 províncias do país.
Para a realização do inquérito, o INE começou ontem, em Luanda, a capacitar cem técnicos recrutados, além da capital angolana, nas províncias do Cuando Cubango, Cuanza-Sul, Bié, Namibe e Zaire.
A acção formativa, que dura 30 dias, tem componentes teóricas e práticas, com as quais os inquiridores vão aperfeiçoar as técnicas a usar na recolha de dados. />Em declarações à Angop, o coordenador técnico-adjunto do IDREA, Pio Lucas, explicou que, além deste seminário de capacitação, o INE realiza, em Janeiro, fora de Luanda, uma formação geral com a participação de agentes das 18 províncias do país. Segundo o responsável, é necessário que os chefes dos agregados familiares recebam de bom agrado os inquiridores e prestem informações verdadeiras para que o inquérito corresponda com os reais problemas das famílias nas comunidades.     
Avançou que após a compilação dos dados a ser recolhidos, o INE vai divulgar publicamente a informação.

Tempo

Multimédia