Economia

Invest-Huíla incentiva formação de negócios

Arão Martins | Lubango

Empresas podem ser constituídas durante os dois dias do 2º Fórum de Negócios e Oportunidades de Investimento (Invest-Huíla), que decorre, desde ontem, na cidade do Lubango, dando aos detentores de capital a possibilidade de constituírem parcerias e terem o registo do investimento privado.

Secretário de Estado discursa na abertura do Invest-Huíla
Fotografia: DR

Isso mesmo foi realçado pelo secretário de Estado da Economia, Sérgio Santos, na abertura do fórum, que decorre no Complexo da Nossa Senhora do Monte. “Teremos a oportunidade de os empresários nacionais e estrangeiros, que quiserem constituir as suas empresas, fazê-lo nestes dois dias”, adiantou.

Sérgio Santos destacou a presença, no fórum, de uma equipa técnica do Ministério da Economia e Planeamento para esclarecer todas as dúvidas sobre o processo de acesso ao crédito.
“Os empresários nacionais e estrangeiros têm de ter a vida facilitada para fazerem as actividades”, sublinhou.
O secretário de Estado referiu que o Guiché Único da Empresa também foi instruído a colocar uma equipa no “Invest- Huíla”, para garantir um processo célere de registo, assim como a Agência de Investimento e Promoção de Exportações (AIPEX) destacou uma equipa para atender os que quiserem registar investimentos e obterem certificação.
O governador provincial da Huíla, Luís Nunes, referiu que na abertura do Invest-Huíla, além da atracção de investidores para os sectores da agro-pecuária, indústria, mineiro e turístico, o “Invest- Huíla”tem potencial para criar mais postos de trabalho e elevar as receitas fiscais não petrolíferas. A Huíla, declarou Luís Nunes, tem a meta de elevar as receitas fiscais de nove mil milhões para 13 mil milhões de kwanzas, para o que podem contribuir os negócios que forem constituídos no fórum para diversificar a produção, criar empregos e expandir o consumo.

Tempo

Multimédia