Economia

Fundos fazem aposta no mercado angolano

O mercado regista, nos últimos anos, a entrada de fundos de investimentos, instrumentos alternativos de poupança, capazes de impulsionar novos investimentos.

Novos instrumentos financeiros impulsionam projectos
Fotografia: Mota Ambrósio | Edições Novembro

Tal é o caso da Odell Global Investors (Odell), enquanto sociedade pioneira e líder na gestão de fundos, que já com dois fundos mobiliários – Odell Liquidez e Odell Protecção, um fundo de capital de risco – Odell Agribusiness Angola e dois fundos imobiliários aprovados – Odell Retail & Logistics e Gama. Todos estes instrumentos são supervisionados pela Comissão de Mercado de Capitais.
Uma nota da instituição dá conta de que está em fase de lançamento o fundo de capital de risco para investimento no sector do agro-negócio nacional, além de outros imobiliários.
Os fundos querem actuar como um investidor profissional no país que vai captar recursos, não só nacionais como internacionais, alicerçado no potencial de operar num mercado regulado.
O Odell Liquidez é o primeiro fundo de investimento mobiliário aberto a ser lançado em Angola. É uma opção de investimento com retornos esperados competitivos, oferecendo diversificação de oportunidades de investimento e uma gestão profissionalizada, que vem complementar o leque de soluções de poupança e investimento em Angola.
Enquanto fundo de investimento mobiliário, o Odell Liquidez é um fundo de tesouraria, pelo que o propósito do investimento neste instrumento será a remuneração de capitais por prazos curtos (prazos inferiores a 12 meses).

Tempo

Multimédia