Economia

Israel apoia construção da produção de painéis

Jesus Silva | Lobito

Israel dispõe de 60 milhões de dólares para financiar projectos dos sectores da agricultura, águas e a construção de uma fábrica de painéis solares em Benguela, anunciou quarta-feira, naquela cidade, o seu embaixador em Angola, Oren Rosenblat.

Embaixador de Israel durante a deslocação a Benguela
Fotografia: JESUS SILVA | EDIÇÕES NOVEMBRO

Apesar dessas opções, o embaixador visitou, durante uma deslocação àquela província, na quinta-feira, as infra-estruturas do Porto do Lobito e do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB) e o potencial das duas companhias para promover negócios na África Austral.
O diplomata foi informado sobre as áreas de funcionamento do Porto do Lobito, o equipamento adquirido depois da sua reabilitação e a ampliação do cais realizada em 2008, com o presidente do Conselho de Administração a declarar que a companhia tem potencial requerido para o transporte de carga entre Angola, a República Democrática do Congo (RDC) e a Zâmbia.
No CFB, Oren Rosenblat foi informado que, de Janeiro a Setembro, a empresa movimentou 485 comboios de passageiros e 106 de mercadorias, onde se destaca o manganês proveniente da RDC para embarcar em navios do Porto do Lobito para a Europa, Índia e China.
O presidente do Conselho de Administração do CFB, Luís Lopes Teixeira, deu a conhecer ao diplomata israelita que está em estudo a construção de um ramal que vai ligar Angola à Zâmbia, uma empreitada que será financiada pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e que envolve empresas privadas.
Ainda durante a visita a Benguela, Oren Rosenblat foi recebido pelo governador da província, Rui Pinto de Andrade, com quem abordou questões de interesse para ambos os Estados.

Tempo

Multimédia