Economia

Línguas locais são introduzidas na sensibilização

As línguas nacionais passaram, desde meados de Maio, a fazer parte do conjunto de acções de sensibilização sobre impostos desenvolvidas pela 5.ª Região Tributária, com a finalidade de se transmitir melhor toda a mensagem relacionada com os deveres fiscais dos cidadãos.

Em comunicado, a direcção da 5.ª Região Tributária sublinhou que o uso de línguas locais na sensibilização é imperioso, por simplificar a linguagem técnica usada, capacitar o contribuinte e despertar o sentimento de pertença, fundamental para a criação da consciência e da cidadania fiscais.
O município de Quilengues, na província da Huíla, é a primeira experiência de um conjunto de palestras sobre o Imposto Predial Urbano (IPU) e SISA que devem ser realizadas em línguas nacionais durante este ano. Na palestra realizada em Quilengues, a apresentação e as perguntas e respostas foram traduzidas do português para a língua nacional umbundo. Dirigida aos habitantes, a palestra contou com a presença de responsáveis e funcionários das instituições públicas locais, incluindo o administrador municipal.
O município de Quilengues é hoje o terceiro pólo económico da província da Huíla, cuja sede dista 144 quilómetros da cidade do Lubango, a sede provincial, para onde os contribuintes se deslocam regularmente, a fim de pagarem impostos.
Para evitar esse constrangimento, a Administração Geral Tributária (AGT) deve, nos próximos tempos, implantar uma Repartição Fiscal na sede do município, cujo projecto de implementação já foi aprovado pela estrutura central.

Tempo

Multimédia