Economia

Vinho português lidera o consumo

Arão Martins | Lubango

As aqusições angolanas de vinhos portugueses, os quais detêm uma quota de mercado de 70 por cento no nosso país, foram de 72 milhões de euros (13.392 milhões de kwanzas) em 2015, declarou terça-feira ao Jornal de Angola a responsável de estudos de mercado de uma associação lusa de vinicultores.

“Angola continua a ser um mercado importante para os vinhos produzidos em Portugal”, até porque “os consumidores angolanos gostam daquilo que genuinamente Portugal produz em termos vinícolas”, considerou Sónia Vieira.
A responsável por estudos de mercado reconheceu que, dada a conjuntura, as exportações de vinhos para Angola diminuiu em 25 por cento no ano passado, mas mesmo assim “adivinha-se um futuro importante”.
“A actual conjuntura é transversal a todos os produtos. É uma situação que nos preocupa, mas estamos esperançosos num futuro melhor”, minimizou. Acrescentou que é normal que se esteja mais contido para se perceber quando é que esta crise começa a retroceder, “mas Angola vai continuar a ser um grande mercado para os empresários portugueses”, assegurou.
Na terça-feira, foi realizada no Lubango uma prova de vinhos que incluiu 29 dos mais representativos produtores daquele país, considerada por Sónia Vieira como uma oportunidade que os produtores tiveram para mostrar as novas colheitas e marcas disponíveis.

Tempo

Multimédia