Economia

Municípios do Uíge com postos fiscais

Joaquim Júnior

Três postos fiscais foram inaugurados terça-feira nos municípios do Negage, Songo e Sanza Pombo, província do Uíge, no quadro da política de expansão, adoptada pela Administração Geral Tributária (AGT).

Os postos vão emitir documentos como o Cartão de Contribuinte e colectar taxas e impostos, assim como prover serviços a favor dos bancos de Comércio e Indústria (BCI) (Negage e Sanza Pombo) e do Sol (Songo), da Empresa Nacional de Distribuição de Energia (ENDE) e da Polícia Fiscal.
Os trabalhos dos postos fiscais são assegurados por nove funcionários da AGT - três em cada posto -, providos de equipamentos e sistemas informáticos que permitem maximizar a capacidade de cobrança.
A vice-governadora do Uíge para o sector Político e Social, Catarina Domingos, atribuiu aos serviços inaugurados a vantagem de evitar que os contribuintes faltem ao que considerou ser o elevado compromisso de cidadania, que é o pagamento de impostos.
“A nossa população vai deixar de abster-se de pagar os seus impostos, na altura condicionados pelas distâncias que separam os municípios em que vivem, do serviço da AGT na cidade do Uíge”, disse.
O director dos Serviços Fiscais da AGT, Júlio Londa, sublinhou que o potencial económico dos três municípios e o seu posicionamento estratégico justificam a implantação de repartições fiscais equipadas para servir melhor o contribuinte.

Tempo

Multimédia