Economia

Novo director nacional empossado pelo ministro

O engenheiro de Minas Alcides Joaquim dos Santos é o novo director nacional dos Petróleos, depois de, na segunda-feira, ter sido empossado pelo ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo.

Alcides Joaquim dos Santos tomou posse na segunda-feira
Fotografia: DR

Alcides Joaquim dos Santos foi nomeado por despacho a 3 de Maio, em substituição de Amadeu Azevedo, exonerado “a seu pedido”, de acordo com um comunicado do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos citado pela Angop.
O documento cita o ministro a definir, no acto de posse, o estágio da reforma, em curso, dos modelos de organização dos subsectores dos Recursos Minerais e dos Petróleos.
“Estamos numa fase de consolidação de várias medidas tomadas ao nível do subsector petrolífero cuja reestruturação terminámos”, afirmou, solicitando a todos os presentes a adaptação ao novo paradigma e para trabalharem em equipa. Anunciou que os passos seguintes, no âmbito da reestruturação do sector, são a liberalização completa do “downstream” (estocagem e comercialização de derivados de petróleo), melhoria do aproveitamento do gás natural, criação da Agência Nacional dos Recursos Minerais e a reforma da Endiama e da Ferrangol.
Alcides Joaquim dos Santos tem 59 anos e desempenhou a função de chefe do Departamento de Produção da Direcção Nacional de Petróleos (DNP), tendo servido antes a Cabinda Gulf Oil Company (Cabgoc), onde desempenhou funções de engenheiro de reservatórios, de campo e de produção.
Foram de igual modo nomeados a 3 de Maio e empossados na segunda-feira por Diamantino Azevedo, quatro chefes de secção, todos afectos à secretaria geral do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos.

Tempo

Multimédia