Economia

Novo traçado dos Caminhos-de-Ferro aberto em Março

Oito quilómetros do traçado do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) que liga a Estação Terminal de Malanje ao Centro de Grande Armazenamento da Sonangol, localizado no bairro Quinguila, naquela cidade, são abertos à circulação em Março, para acelerar o transporte do combustível de Luanda.

CFL optimiza o transporte de combustíveis em Malanje
Fotografia: Edições Novembro

Actualmente, os combustíveis são transportados de Luanda para a Estação Terminal de Malanje e daí são levados em camiões cisternas para os tanques do Centro, situação que se pretende ver alterada, de acordo com informações prestadas sexta-feira à Angop, em Malanje, pelo presidente do Conselho de Administração do CFL.
Júlio Bango informou estarem em curso, desde há dois meses, trabalhos de desmatação, colocação de brita e abertura de valas de drenagem das águas residuais para a melhoria do traçado que nunca funcionou desde a sua reabilitação, em 2010, o que deu azo à vandalização da linha.
Júlio Bango, que fez uma viagem de verificação da obra, assegurou que, tão-logo finalizem os trabalhos de recuperação da linha, o centro vai receber, numa primeira fase, dois comboios semanais com 14 cisternas cada.
O CFL pretende continuar a procurar condições para aumentar a capacidade produtiva e melhorar as condições dos trabalhadores que, recentemente, entraram em greve para pedir aumentos salariais na ordem dos 80 por cento, para além de outras medidas de um caderno reivindicativo de 19 pontos.
Entretanto, o responsável pediu o envolvimento dos trabalhadores nas tarefas que concorrem para o aumento da capacidade de produção.
Em Maio do ano passado, um comboio de carga do CFL com oito cisternas de combustível com destino à província de Malanje descarrilou no troço Quizenga- Cambunze, no município de Cacuso.
Mais de três milhões de passageiros e 50 mil toneladas de carga por ano são transportados, em média, pelo CFL.

 

Tempo

Multimédia