Economia

Organismo multilateral indicado contra riscos

Natacha Roberto

As empresas preocupadas com os riscos no investimento têm um bom parceiro na Agência Multilateral de Garantia de Investimento (MIGA), uma associada do Banco Mundial que cobre questões ligadas à ineficiência do Estado na transferência de moeda estrangeira, indicou, na FILDA, o presidente do Conselho de Administração da Agência Reguladora de Supervisão de Seguros (ARSEG).

Aguinaldo Jaime aconselha investidores sobre parcerias
Fotografia: Eduardo Pedro|Edições Novembro

Aguinaldo Jaime, que falava numa conferência sobre o sistema financeiro nacional e o seu papel no fomento empresarial no contexto da diversificação da economia, numa conferência promovida pelo Instituto de Fomento Empresarial, também apontou a MIGA como um bom parceiro para os riscos de expropriação e quebra de contrato entre o investidor e o Estado.
“Ao oferecer protecção a estas situações, que ocorrem nos países em vias de desenvolvimento, esta  agência melhora o índice de confiança dos investidores e empreendedores e também facilita a realização do investimento privado”, considerou.
Aguinaldo Jaime sublinhou que a MIGA oferece garantias até 15 anos, a uma taxa de juro bonificada, e concede créditos para aquisição de quotas ou acções para a realização de capital.
O presidente da ARSEG aconselhou os empresários nacionais a aproveitarem as oportunidades disponibilizadas por esta agência internacional, uma vez que Angola é membro do Banco Mundial, factor que viabiliza qualquer empresário a habilitar-se às garantias disponíveis.
Em Angola, recordou Aguinaldo Jaime, o Executivo está a tomar medidas para reverter a situação de instabilidade financeira e melhorar o clima de investimentos através de novas políticas de investimento. “O Executivo tem criado estratégias para cada vez mais desburocratizar e tornar o sistema célere para tratar os projectos de investimento, garantindo, assim, a prevalência de uma economia moderna e diversificada”, disse Aguinaldo Jaime.

Tempo

Multimédia