Economia

Parque industrial nasce em Luanda

Um parque industrial com cerca de 2.000 hectares vai ser construído na província de Luanda ao abrigo de um protocolo de cooperação com o Conselho de Promoção do Comércio Internacional da China em Guangdong (CCPIT), disse quinta-feira em Macau o presidente da Confederação Empresarial de Angola (CEA).

Investidores querem instalar unidade fabril em Viana
Fotografia: M.Machangongo | Edições Novembro


“Estamos a preparar a construção de um grande parque empresarial – o Luanda-Guangdong Business Park – na província de Luanda, mais concretamente em Viana, na Zona Económica Especial, onde se poderão instalar empresas de Cantão”, disse Francisco Viana à margem de um fórum para o comércio e o investimento entre Angola, Guangdong e Macau, inserido na Feira Internacional de Macau (MIF), que iniciou na quinta-feira.
Francisco Viana adiantou que este protocolo surge na senda de um outro – igualmente em fase final de preparação – entre as províncias de Luanda e de Guangdong.
A MIF tem Angola como país convidado e Guangdong, adjacente a Macau, como província convidada, pelo que houve expectativas em torno da assinatura de acordos durante o evento, algo que o presidente da Confederação Empresarial de Angola reconheceu.
Os acordos acabaram por não surgir por, de acordo com o presidente da CEA, se ter realizado eleições gerais em Angola, que tiveram como resultado a mudança do Presidente, dos ministros e dos governadores provinciais.
As trocas comerciais entre a China e Angola totalizaram, nos primeiros oito meses do ano, 15,06 mil milhões de dólares, de acordo com dados dos Serviços de Alfândega da China divulgados pelo Fórum de Macau.
A balança comercial entre os dois países é favorável para Angola que exporta petróleo para o mercado asiático, enquanto deste o país importa maquinaria, produtos alimentares, entre outros produtos industriais.

Tempo

Multimédia